Radio web kaos: Outubro 2012 Outubro 2012

sábado, 27 de outubro de 2012

Sandy volta a ter força de furacão e ameaça os EUA

O ciclone tropical Sandy recuperou força de furacão neste sábado após uma queda nos ventos tê-lo transformado em uma tempestade tropical, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.


MIAMI, 26 Out (Reuters) - O furacão Sandy se deslocava nesta sexta-feira em direção à Costa Leste dos Estados Unidos, depois de matar pelo menos 41 pessoas no Caribe, ameaçando se tornar uma das piores tempestades a atingir o Nordeste do país em décadas.
De acordo com o mais recente boletim do Centro Nacional de Furacões, o Sandy estava 670 quilômetros a sul-sudeste de Charleston, na Carolina do Sul, na noite desta sexta-feira, com ventos máximos sustentados de 120 quilômetros por hora.
Meteorologistas disseram que danos provocados pelo vento, falta generalizada de energia e inundações eram esperados em uma ampla faixa da densamente povoada Costa Leste do país, onde o Sandy deve tocar a terra no começo da próxima semana.
"Estamos esperando uma grande, grande tempestade", disse o diretor do Centro de Previsões Hidrometeorológicas da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica, Louis Uccellini.
Ele evitou chamar o Sandy de possivelmente a pior tempestade a atingir o nordeste dos Estados Unidos em 100 anos, como alguns meteorologistas vêm fazendo, mas disse que o furacão estava ganhando forma para se tornar uma tempestade de proporções "históricas".
A tempestade de fim de temporada foi apelidada de "Frankenstorm" por alguns meteorologistas, porque vai combinar elementos de um ciclone tropical e uma tempestade de inverno. Modelos climatológicos indicam que terá todos os ingredientes para se transformar em uma enorme e potencialmente catastrófica "supertempestade".
A previsão atual é de que o Sandy chegue à costa norte-americana no começo da próxima semana, entre a noite de segunda-feira e a terça-feira, em Maryland, Delaware, Nova Jersey, Nova York ou sul da Nova Inglaterra.
As autoridades municipais de Nova York consideram interromper o tráfego urbano antes da chegada da tempestade.
ROMNEY E BIDEN CANCELAM VIAGENS
O furacão já afeta a campanha presidencial norte-americana, a menos de duas semanas da eleição de 6 de novembro. Um assessor do candidato republicano, Mitt Romney, disse que ele cancelou um comício na noite de domingo em Virginia Beach, na Virgínia.
A campanha do presidente Barack Obama, candidato à reeleição, disse que ele está monitorando a situação. Sua agenda prevê compromissos no sábado em New Hampshire e na segunda-feira em Ohio e na Flórida. O vice-presidente, Joe Biden, cancelou sua ida à Virgínia no sábado.
Um longo trecho da Costa Nordeste da Flórida estava sob alerta de tempestade tropical, e o estado de observação vigorava até a Carolina do Norte. Ventos e chuvas causados pelo Sandy já eram vistos em grande parte da Flórida, onde escolas fecharam e vários aeroportos registraram atrasos nos voos.
Na noite de quinta-feira, o Sandy foi rebaixado da categoria 2 para a 1 na escala Saffir-Simpson, depois de passar por ilhas pouco habitadas no sudeste das Bahamas, arrancando alguns telhados e provocando apagões.
Nos próximos dias, o fenômeno natural deve perder alguma força, mas o Centro Nacional de Furacões, sediado em Miami, afirmou que ventos com força de furacão ou de tempestade tropical ainda devem ocorrer quando o Sandy atingir a costa do país.
As chuvas e os fortes ventos do furacão Sandy já mataram 41 pessoas no Caribe, onde deslizamentos de terra e inundações repentinas foram provocados pela tempestade.
O governo de Cuba afirmou que 11 pessoas foram mortas na quinta-feira na ilha. Pelo menos 26 vítimas fatais foram registradas no Haiti, e quatro na República Dominicana, na Jamaica e nas Bahamas.
O número de mortos em Cuba foi excepcionalmente elevado para um país onde o regime comunista tradicionalmente se gaba da capacidade de retirar moradores de áreas ameaçadas por tempestades.
Alguns especialistas alertam que o Sandy pode ser mais destrutivo que o furacão Irene, que causou prejuízos de bilhões de dólares no ano passado no Nordeste dos Estados Unidos.
(Reportagem adicional de Jeff Franks e Nelson Acosta, em Havana; de Kevin Gray, em Miami; de Susana Ferreira, em Porto Príncipe; e de Gene Cherry, em Hatteras Island, Carolina do 

Mãe de Britney diz que empresário colocou drogas na comida da filha


Lynne Spears, mãe de Britney, declarou ao tribunal de Los Angeles que Osama 'Sam' Lufti, que diz ter sido empresário da cantora, admitiu ter colocado drogas na comida da filha cinco anos atrás para ajudá-la a dormir. A informação é da "BBC Radio 1".
Sam Lufti reivindica na Justiça um percentual dos rendimentos de Britney Spears em 2007 e 2008, época em que a artista passou por problemas pessoais que afetaram sua carreira: ela raspou a cabeça, perdeu temporariamente a custódia dos filhos e precisou 

Apesar da preocupação com a filha, Lynne disse que decidiu não ligar para a polícia. Ela também admitiu que ficou afastada da filha por um breve período em 2007, e que Lufti queria ajudar a uni-las novamente.
Lutfi está processando o pai e a mãe de Britney por lesão corporal e calúnia, respectivamente. Ele diz que Lynne escreveu mentiras sobre ele em seu livro "Through the Storm", lançado em 2008. O pai da popstar, por sua vez, teria dado um soco nele.
Os advogados da cantora alegam que Lutfi nunca atuou como empresário dela. Ele teria sido uma espécie de contínuo, encarregado de tarefas subalternas.
Britney Spears, que voltou aos holofotes recentemente, após ser contratada como jurada do reality show musical "The X-Factor" não deve aparecer no julgamento.

 
Template desenvolvido por: Mini Templates