Radio web kaos Radio web kaos

Em dia de festa, Ceni erra 3º pênalti, São Paulo perde do Criciúma e fica no Z-4

Era para ser um dia de festa no Morumbi, mas tudo deu errado para o São Paulo. Antes da partida, uniformes históricas, homenagem aos 100 anos que o ídolo e falecido ex-jogador Leônidas da Silva completaria nesta sexta-feira e celebração dos títulos recentes das categorias de base. 90 minutos depois, derrota por 2 a 1 para o Criciúma e permanência na zona de rebaixamento do Brasileirão.
O São Paulo perdeu jogando mal. Paulo Autuori decidiu poupar Ganso por cansaço e apostou nas alterações que fizeram o time vencer o Náutico na terça. Negueba e Aloísio entraram, mas não conseguiram mudar o São Paulo. O pior em campo foi o único que não poderia reclamar do desgaste físico: Jadson, que voltou de suspensão.
O time treinado por Paulo Autuori começou o jogo sem conseguir chegar ao gol do Criciúma, mas manteve a bola no pé. O primeiro gol dos visitantes saiu em vacilo de Rodrigo Caio, que jogava bem como zagueiro, mas cometeu pênalti em Marlon. Cobrado e convertido por Marcel.
Mesmo com o placar negativo o São Paulo conseguiu manter a superioridade, mas sem criar jogadas de perigo. O lateral esquerdo Reinaldo teve mais uma boa atuação, fez boas jogadas, mas não encontrou companheiros. Negueba, assim como na terça-feira, tornou-se alternativa, igualmente sem apoio. O segundo gol do Criciúma, ainda na primeira etapa de jogo, saiu em boa finalização de Lins no segundo pau, após cruzamento que partiu do flanco direito.
A derrota que já mantinha o São Paulo na zona de rebaixamento não evitou mais festa no intervalo de jogo no Morumbi. Sócios-torcedores disputaram os prêmios com os modelos retrô utilizados pelos jogadores em torneio de bicicletas – movimento inventado pelo ídolo Leônidas da Silva, dono da festa, nos anos 1930.
Na volta do intervalo, o sistema de som do Morumbi ainda tocava músicas do intervalo quando Lins arrancou e quase fez o terceiro do Criciúma. Bola na trave de Rogério Ceni.
A resposta veio. O São Paulo pressionou e ficou próximo de marcar. Negueba lançou Aloísio, que foi derrubado por Galatto e viu o árbitro marcar pênalti. O atacante pegou a bola e disse que iria bater, mas Paulo Autuori mandou Rogério Ceni para a bola. Logo depois, Aloísio faria o dele. Pela primeira vez na carreira, o goleiro errou a terceira cobrança de pênalti seguida, dessa vez nas mãos de Galatto. O alívio com Aloísio, novamente, aconteceu logo depois: 2 a 1.
Osvaldo, que entrou no fim, quase encerrou o jejum de seis meses sem balançar as redes. Finalizou para fora na pequena área após cruzamento de Luis Fabiano. E o São Paulo parou no gol de Aloísio. A festa no Morumbi não se transferiu para os jogadores. Com a derrota, o time revive a crise, perde a chance de deixar a zona de rebaixamento e fica na 18ª posição no Brasileirão. O Criciúma, no entanto, pula para a 9ª colocação e consolida a recuperação. 

Galaxy bate iPhone em pesquisa de satisfação

A Apple já não é mais a queridinha dos norte-americanos. Pesquisa anual da American Consumer Satisfaction Index (ACSI), publicada na última quarta-feira, 31, revela que os smartphones da Samsung são os preferidos dos consumidores.
O Galaxy S3 e o Galaxy Note 2 conquistaram os usuários, atingindo 84 pontos de satisfação (em uma escala de 0 a 100), e deixando para trás o iPhone 5 e iPhone 4S – ambos com 82 pontos.
É curioso notar como ambas as gerações de iPhone agradam igualmente aos clientes da Apple, que “não veem muita diferença entre o iPhone 4, 4S ou 5”, como observa o diretor da ASCI David VanAmburg.
O fenômeno, porém, não é mundial. Na Coreia do Sul, terra de LG e Samsung, o preferido ainda é o iPhone 5, segundo pesquisa da National Customer Satisfaction Index, que utiliza a mesma metodologia da ACSI.

Internet móvel brasileira é a mais cara da América Latina

A internet móvel brasileira é fruto de intensa reclamação dos usuários pela baixa velocidade e qualidade do sinal, mas estes não são seus únicos problemas. Uma pesquisa da GSMA mostra que, além de ruim, ela é bem cara, figurando como a mais custosa de toda a América Latina.

A análise leva em conta 16 países da região e a evolução dos valores da banda larga móvel nestes locais entre 2010 e 2013. No geral, os preços diminuiram por toda a América Latina, com uma exceção: o Brasil, onde os preços aumentaram.

O país lidera o ranking de custos mais altos em dois quesitos. Quando comparados planos de modems com franquia de pelo menos 1 GB, o custo brasileiro é de US$ 32 contra uma média de US$ 15,60 na região. Já para celulares com franquia de pelo menos 1 GB, o custo é de US$ 24,70, comparado com a média de US$ 14,44.

Segundo do G1, a pesquisa mostrava que o país não estava perto de liderar os rankings em 2010. O país ofereceria preços mais competitivos tanto em modem quando em celulares.

Contudo, nos pacotes mais populares, o Brasil ainda oferece valores mais aceitáveis. A banda larga para smartphones com franquia a partir de 250 MB custa em média US$ 5,90. O custo desta faixa caiu além do que foi registrado na região. O valor é 30% do que era cobrado em 2010, contra uma média de 48% de outros países latinos.

Rihanna - Diamonds

AH LELEK LEK LEK LEK LEK ( OFICIAL ) HD

Jennifer Lopez - Goin' In ft. Flo Rida

Jennifer Lopez - Dance Again ft. Pitbull

 
Template desenvolvido por: Mini Templates